Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O RAPAZ DAS ILHAS

17
Mar18

Pelos ares

COPYRIGHT: O RAPAZ DAS ILHAS

 

Literalmente. Estive há poucos dias nos Açores e numa terrível viagem – não pelo tempo, mas pelos acontecimentos – consegui imagens incríveis de duas ilhas que me dizem muito: o Pico e a Terceira.

 

Essa montanha fotogénica é o ponto mais alto de Portugal. Tem 2.351 metros e é o Pico. A ilha que parece pequenina, e até é, é o local onde nasci, a ilha Terceira, mas por incrível que pareça tem 57.000 habitantes – pronto, não dava para encher o Estádio da Luz.

 

Não é difícil perceber porque é que uma ilha se chama Pico e a outra Terceira, pois não? Ora, o Pico tem esse nome pela sua montanha em forma de pico e a Terceira porque foi a terceira ilha açoriana a ser descoberta. Isto, entre 1427 e 1632 por Diogo de Silves.

 

Para quem possa ter curiosidade, a Terceira começou por se chamar “Ilha de Jesus Cristo”, possivelmente por ter sido descoberta a 1 de janeiro, dia em que se celebrava a festa do Santo Nome de Jesus. Mais tarde, passou a chamar-se “Ilha de Jesus Cristo das Terceiras” porque pertencia a um conjunto de ilhas (os Açores) que tinham sido as terceiras ilhas a serem descobertas no atlântico, depois das Canárias (Ilhas Primeiras) e da Madeira (Ilhas Segundas). Por fim e até hoje, resiste o nome “Terceira” – que para mim não é o mais bonito, mas enfim.

 

Tanta conversa quando o que interessa aqui é apreciar a paisagem. Sou um chato. 

 

COPYRIGHT: O RAPAZ DAS ILHAS

COPYRIGHT: O RAPAZ DAS ILHAS

COPYRIGHT: O RAPAZ DAS ILHAS

 

Segue-me nas redes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2 dedos de conversa

PATRÍCIA MATOS em 2 DEDOS DE CONVERSA

Publicado por Rodrigo Pereira em Domingo, 15 de Abril de 2018

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D