Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O RAPAZ DAS ILHAS

27
Jun17

Obrigado, Lusa!

Foto: Direitos Reservados

 

Há umas semanas a Lusa deu entrada no hospital, para mim foi o fim. Temos que ter fé, mas não podemos usar isso para esconder a realidade. Na altura escrevi o texto abaixo. A escrita tem também este lado: duro. Podia ter errado quanto às minhas previsões, mas infelizmente isso não aconteceu. A Lusa já não está connosco, mas certamente gosta do que escrevi e por isso, depois de pensar bem no assunto, decidi partilhar convosco.  

 

"A Lusa está no hospital. Tenho a certeza que não por muito mais tempo. Mas também não volta para casa. Foi lá parar por estar há dias sem conseguir comer (consequência do cancro do pulmão) e já está a levar morfina.

 

A Lusa já não chegará a vir a Lisboa fazer o exame. Ela não será mais forte que o sacana do cancro. Está mesmo a rebentar com ela.

 

Ainda assim, e apesar da raiva com que escrevo isto, fico satisfeito por ela sempre ter tratado esta doença horrível tal e qual como ela deve ser tratada. Com desprezo. Nunca podemos permitir que o cancro, ou qualquer outra doença, seja mais forte que nós por nos tirar a vida. Nós somos mais fortes por viver a humilhá-lo e a tentar acabar com ele. É claro que ele é cobarde e aproveita-se da sua extrema força para nos derrubar. Mas só nos mata se desistimos. E a Lusa nunca desistiu!

 

Não estou lá a visitá-la nos seus últimos dias devido à faculdade (neste momento é impossível sair de Lisboa), mas sei que ela tem à Carolina o mesmo amor que me tem e que ao ser visitada por ela se sente tão bem como se lá estivesse eu. A Lusa sabe que a Carolina sou eu onde não consigo estar.

 

Ela não vai chegar a ver a porcaria do meu canudo (que não passa disso mesmo), não vai estar no meu casamento (que não está para breve, mas nunca imaginei que ela pudesse não estar lá), não vai voltar a dizer-me que escrevo bem (ainda que eu ache que quando diz isso é mais com o coração do que com consciência), e não vai chegar a ler os artigos de um dos meus maiores projetos deste ano (o blog). Não vai, quer dizer, aqui. Porque onde a Lusa estiver, quando o cancro acabar de vez com ela, vai certamente fazer chegar cá a sua opinião. Tenho a certeza.

 

Espero ainda encontrá-la viva, pelo menos, mais uma vez. Não sei porquê, mas sinto que há algo importante que ela ainda tem para me dizer.

 

A Lusa fez bem a sua parte por cá. E lutou muito. Agora é o fim deste ciclo. Mas quem luta até ao fim é digno de ser referência. E é isso mesmo que ela é.

  

“Um dos problemas da morte é deixar de viver. Gosto muito de viver” – dizia várias vezes a Lusa, e muito antes ainda de ficar doente.

  

Nós por cá vamos ter saudades tuas e da tua força de viver (mesmo com toda uma vida dura), mas sabemos que cuidarás de nós!

  

E olha, obrigado por tudo!"

Segue-me nas redes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2 dedos de conversa

2 Dedos de Conversa com Vítor Moura

Vítor Moura em 2 Dedos de Conversa 😮🎥 Segue O RAPAZ DAS ILHAS aqui: > Blog: https://bit.ly/2JJrl4W > Instagram: https://bit.ly/2r99Rbh (@orapazdasilhas) > Youtube: https://bit.ly/2EuIjRw Vê o último 2 Dedos de Conversa, com Patrícia Matos, aqui: https://bit.ly/2JHZJwQ * Para melhor visualização do vídeo deves ativar a definição HD

Publicado por Rodrigo Pereira em Domingo, 27 de Maio de 2018

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D