Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O RAPAZ DAS ILHAS

31
Mar18

15 expressões bem açorianas (da ilha Terceira)

COPYRIGHT: O RAPAZ DAS ILHAS

 

Pessoal que acompanha este bloguito com alguma regularidade, tenho a dizer-vos que não tenho feito nada. Quase nada, vá. Vim passar as férias da Páscoa à Terceira e acho que tenho esse direito, até porque em Lisboa a vida tem andado agitada. Mas também digo que há conteúdo muito bom a ser preparado para aqui. Nos próximos dias sairá um novo episódio do “2 Dedos de Conversa” com uma convidada bem conhecida e divertida e até já estamos a trabalhar no próximo, vejam bem.

 

Bom, passando ao que interessa por agora, hoje quero dar-vos a conhecer algumas das minhas “expressões” favoritas da pronúncia terceirense. Sim, porque não há a pronúncia açoriana, as nove ilhas têm formas particulares de falar e dizer as coisas. A minha ilha é, provavelmente, a que tem as mais estranhas, mas também mais engraçadas.

 

Não se ofendam com nenhuma das palavras ou expressões. Algumas podem até ser um pouco racistas, se bem analisas, mas não foram “inventadas”, nem são ditas com esse propósito.

 

Discreto – Inteligente

Ao contrário dos continentais, para um terceirense, “discreto” aplica-se um indivíduo inteligente. “Aquele rapaz é bem discreto”, para um terceirense significa que um indivíduo é bastante inteligente. Quando alguém está armado em parvo também é comum dizer-se “faz-te discreto”.

 

Canalha – Crianças/jovens

“Essa canalha hoje em dia não quer nada (da vida)”, é uma expressão que já ouvi muito por cá.

 

Gamas – Pastilhas elásticas.

Nunca consegui encontrar explicação para esse termo, mas na Terceira até à uma “piada” que é “queres uma gama? Lavas os pés e vai para a cama”. Eu avisei que havia expressões muito estranhas.

 

Cooler – Caixa térmica.

Quando os americanos se instalaram na Base das Lajes trouxeram muitas novidades à ilha. Uma delas foi a caixa térmica, a que chamam de “cooler” e cujos terceirenses também passaram a chamar. Ainda hoje é assim que se referem ao objeto.

 

Mapa – Esfregona

Outro termo que não consigo explicar a sua origem. Mas que para um terceirense esfregona é “mapa”, isso é. “Tenho que passar o mapa pela casa” é uma expressão familiar a todas as donas de casa da ilha.

 

Blica ou pomba – Pénis.

Blica até vai, mas chamar “pomba” ao órgão genital masculino é horrível. E eu ainda me vou arrepender de ter feito esta publicação.

 

Mamas de preta – Kisses (Hershey´s)

O americano que inventou os melhores chocolates da Hershey´s, os “Kisses”, foi bastante romântico aos chamá-los assim, mas os meus conterrâneos como são uns perversos acharam que aquilo mais se parece com os seios de uma mulher e como são negros chamaram-lhes de “mamas de preta”. Não tenho nada a ver com isso, não me censurem. A expressão é muito antigo mesmo.

 

Naião – Gay.

A minha ilha sempre teve a fama de ter muitos “bichas” e uns quantos homens casados que na verdade traem as mulheres com outros homens. Malta que nunca saiu do armário. A esses homens, que na verdade são gays (ou homossexuais, se preferirem) e que respeito imenso e só tenho pena que nunca tenham sido verdadeiros consigo próprios os terceirenses chamam “naiões”.

 

Pana – Alguidar.

Nada a acrescentar.

 

Atoleimado ou tatão – Tolo/ parvo

“Ai tal gajo atoleimado”, significa, como devem imaginar, “que gajo parvo”. Gosto da expressão.

 

Macaquinhos – Desenhos animados

Não há grande explicação para isto. Pelos vistos os terceirenses sempre viram os desenhos animados como macacos e por isso passaram a chamá-los “macaquinhos”. A expressão até é querida, mas eu acho que não faz qualquer sentido.

 

Froiva – Borbulha

A expressão é utilizada apenas em algumas zonas da ilha. Nem todas as pessoas conhecem o termo e eu só o descobri há pouco tempo. Uma froiva não é uma borbulha qualquer, é a que resulta de uma mordida de mosca.

 

Enriçar – Provocar

Enriçar significa provocar mas no sentido de brincadeira. Normalmente quando um tipo está sempre a “provocar” os outros, dizemos: “esse gajo consola-se a enriçar”.

 

Candins – Doces

Se acham que a expressão é semelhante a “candies” (doces, em inglês) não se admirem. Há mais anos, na Base das Lajes algumas lojas vendiam produtos americanos para os militares que estavam na ilha em missão matarem saudades do seu país e costumes, mas também para a população ilhéu. Os doces eram muito apreciados pelos terceirenses que rapidamente lhes passaram a chamar “candins”.

 

“Gueixa” – Vaca

Os açorianos chamam a vacas, normalmente novilhas, gueixas (“guêxas”). Quando vierem aos Açores digam que querem ver gueixas e não vacas, vão ganhar o respeito dos meus conterrâneos.

 

8 comentários

Comentar post

Segue-me nas redes

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

2 dedos de conversa

2 Dedos de Conversa com Vítor Moura

Vítor Moura em 2 Dedos de Conversa 😮🎥 Segue O RAPAZ DAS ILHAS aqui: > Blog: https://bit.ly/2JJrl4W > Instagram: https://bit.ly/2r99Rbh (@orapazdasilhas) > Youtube: https://bit.ly/2EuIjRw Vê o último 2 Dedos de Conversa, com Patrícia Matos, aqui: https://bit.ly/2JHZJwQ * Para melhor visualização do vídeo deves ativar a definição HD

Publicado por Rodrigo Pereira em Domingo, 27 de Maio de 2018

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D